PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

 

Testemunho

 

 
Joia br - 23 de maio de 2016
 

 

Joias escondidas em fundo duplo de caneca são encontradas por equipe de museu alemão.

Da redação - Apesar de terem se passado mais de 70 anos desde a libertação do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, na Alemanha, ainda existem casos de descoberta acidental de objetos escondidos por judeus, vítimas do regime nazista. Um destes achados foi revelado na semana passada.

Entre dezenas de milhares de utensílios de cozinha saqueados de pessoas deportadas para o  campo de concentração, a equipe do Museu Auschwitz encontrou uma caneca esmaltada com um fundo duplo, onde estavam escondidos um anel e uma corrente (provavelmente um colar). As joias estavam envoltas em um pedaço de lona.



Para confirmação detalhada do conteúdo, a caneca foi submetida a exames especiais, como o método XRF, que mostrou a presença de cobre, ouro e prata.  Testes indicaram que a liga de ouro era 583 (14 k), usada em itens produzidos na Polónia, nos anos 1921-1931.

"Os alemães mentiam para os judeus levados para o extermínio. Eles eram informados sobre a reinstalação, o trabalho e a vida que teriam em um local diferente. Às vítimas era permitido levar consigo pouca bagagem. Desta forma, os alemães estavam confiantes de que poderiam encontrar entre os pertences os últimos valores das famílias deportadas", declarou o Piotr M. A. Cywinski, diretor do Museu.

"A ocultação de itens valiosos - repetidamente mencionada em relatos de sobreviventes, e que foi  motivo para a pesquisa cuidadosa de itens saqueados (os chamados Kanada) - prova que, se por um lado as vítimas temiam o roubo, também mostra que as famílias judias tinham esperança de que aqueles itens seriam necessários para a sua existência”, complementou Cywinski.

As joias encontradas serão mantidas, sob a forma em que foram escondidas, na coleção do Museu – que abrange mais de 12 mil utensílios de cozinha, entre copos, panelas, tigelas, jarros, jarros e louças decoradas.  Infelizmente, muitas vezes os proprietários desses itens permanecem no anonimato, pois não há vestígios deixados nos objetos para ajudar a identificá-los.


© Copyright Joia br = É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, sem prévia autorização

 

 

voltar ao index de notícias