PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

 

Notícias do mercado: rubis

 

 
Joia br - 21 de dezembro de 2015
 


Da redação - A Gemfields anunciou os resultados do seu leilão de rubis, realizado em Singapura entre os dias 14 e 18 de dezembro.

As receitas do leilão foram de US$ 28,8 milhões, com o preço médio por quilate de US$ 317,92. Foram ofertados tanto rubis em bruto de qualidade superior e média, tratados e não tratados - gemas extraídas na mina Montepuez, em Moçambique. Foram vendidos 45 dos 49 lotes oferecidos e 36 empresas deram lances.

Volumes maiores de menor tamanho e gemas de preços médios foram colocados em oferta como uma resposta direta ao feedback do mercado que indicou um aumento da procura de rubis em bruto adequados para a produção de pedras preciosas calibradas. "A demanda por joias finas permanece saudável e, recentemente, tem sido apoiada por um aumento proporcional na demanda por peças de preço médio e de alta produção. Os preços alcançados neste leilão estão em linha com as expectativas da empresa", declarou Ian Harebottle, executivo-chefe da Gemfields.

Desde junho do ano passado, a empresa já promoveu cinco leilões para rubis de Montepuez.  Em um deles, realizado em dezembro de 2014, foram arrecadados 43,3 milhões de dólares, com o preço médio por quilate de US$ 689 (veja aqui).


A britânica Gemfields, líder mundial no fornecimento de gemas coloridas, possui participação de 75% na Montepuez Rubi Mining Ltd., em Moçambique.  Desde janeiro de 2013, a Gemfields controla a marca Fabergé, o que lhe garante uma fatia do mercado mundial de joias de luxo (saiba mais aqui).

O próximo leilão, previsto para março de 2016, será de esmeraldas, predominantemente de maior qualidade, extraídas da mina Kagem, na Zâmbia.

foto: divulgação

 


 

© Copyright Joia br = É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, sem prévia autorização

 

 

voltar ao index de notícias