PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

 

Exemplo

 

 
Joia br - 18 de dezembro de 2013
 


Projeto Itaporarte conquista o 3º lugar no Prêmio Melhores Práticas 2013 da Rede APL Mineral.

Da redação - O Itaporarte nasceu de uma possibilidade identificada no âmbito do projeto Progemas – Rede de Ações Integradas em Prol do Desenvolvimento Sustentável do Arranjo Produtivo de Gemas e Joias do Norte e Nordeste de Minas Gerais e visa a melhoria da qualidade e sustentabilidade da cadeia produtiva do setor. Foi uma resposta à demanda da comunidade por capacitação no setor voltada à população mais jovem da região.

Desenvolvido pelo Centro de Estudos em Design de Gemas e Joias da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), o projeto já havia sido contemplado com o 1º Prêmio Sebrae Minas Design, em 2008, e foi selecionado para participar da Bienal Brasileira de Design de Curitiba, realizada em 2011. No dia 5 de novembro deste ano, foi classificado em 3º lugar no Prêmio Melhores Práticas 2013, durante o X Seminário Nacional de Arranjos Produtivos Locais de Base Mineral e o VII Encontro Rede APL Mineral.


Modelo de miniplataforma produtiva de lapidação e artesanato mineral, o Laboratório Itaporarte atualmente é mantido pela parceria entre UEMG, Prefeitura Municipal de Coronel Murta e o Sindicato dos Garimpeiros de Coronel Murta e Médio Jequitinhonha – SGCMMJ, desenvolvendo atividades de transferência de tecnologia e capacitação. Em close, joias do projeto Da Gema – Itaporarte, feitas com feldspato, turmalinas e pigmentos

Também, no início de novembro, foi constituída a Associação de Produtores de Artesanatos Minerais Itaporarte, que tem por objetivo viabilizar e comercializar a produção dos artesãos. Para tal, contará com o apoio da Unidade de Inovação Tecnológica em Gemas e Joias (UNIT) como empreendimento a ser incubado.

Atuação

A UEMG, através do Centro de Estudos em Design de Gemas e Joias (CEDGEM), realiza atividades de pesquisa, extensão, inovação, desenvolvimento e ensino técnico referentes ao setor de gemas e joias nos Vales do Mucuri e Jequitinhonha, onde está localizado o APL de Pedras e Artefatos de Pedra de Teófilo Otoni, que abrange 21 municípios.

O Curso de Joalheria, oferecido no Centro de Educação Paulo Viana-CEP, onde também está a UNIT, foi elaborado com o objetivo de preparar um profissional do mais alto gabarito, capaz de atender aos exigentes requisitos da produção de joias. Além da formação técnica em joalheria, o aluno aprende técnicas de mercado, gestão e empreendedorismo, com visão global, regional e local da realidade e potencialidades do setor. A primeira turma se forma agora em dezembro.

fotos: divulgação

 


© Copyright Joia br = É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, sem prévia autorização

 

 

voltar ao index de notícias