PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

 

Mineiridade

 

 
Joia br - 18 de abril de 2016
 

 

Exposição em BH reúne criações de 20 marcas de joias e bijuterias.

Da redação - Nesta segunda-feira (18), será aberta a exposição do Projeto Identidade Minas no foyer da sede do Sebrae MG, em Belo Horizonte.  A mostra reúne coleções criadas por um grupo de 20 marcas mineiras de joias e bijuterias, sob a consultoria do estilista Walter Rodrigues e da designer Marcia Croce.

O projeto é uma iniciativa do Sistema Sindijoias Ajomig em parceria com o Sebrae Minas e Assintecal/Instituto ByBrasil, com o objetivo de orientar e capacitar as empresas para cumprir o desafio de produzir uma moda genuinamente mineira. Implantado em maio de 2015 e previsto para se estender até 2017, o projeto propõe reflexões sobre originalidade e inspiração, descoberta da identidade da marca, fixação de metodologias e branding.

Tradição e contemporaneidade

As coleções chamam a atenção pela diversidade estética, ainda que todos os criadores estivessem motivados por Minas Gerais como tema. “As características particulares de cada empresa possibilitaram um panorama com linguagens diferentes”, diz Walter Rodrigues, destacando que o grande trunfo do setor de joias e bijuterias produzidas no estado é uma mistura equilibrada de simplicidade e ousadia.


Participam da exposição oito marcas de joias e 12 de bijuterias: Art Gold, Bia Vieira, Caredan, Ciala, Cibele Andrade, Claudia Marisguia, Diviníssima, Erê, Essamulher, Heliana Lages, Jerusa Gomes, Lazara Design, Lécia Moura, Manoel Bernardea, Marré Infinito, Paixão Pedras, Simone Salles, Sorelle Bijoux, Vianna Brasil e VR Design.

Marcia Croce explica que o ponto de partida do processo criativo foi o resgate das raízes culturais mineiras: “Começamos a entender que, em Minas, o meio, a formação, o entorno influenciam profundamente o trabalho de cada um. Quando se pega o artesanato de Minas, por exemplo, percebemos que ele é simples na construção e de uma riqueza imensa nas referências. Da mesma forma acontece com as joias e bijuterias, mas parece que os mineiros já são tão acostumados com essa exuberância natural das montanhas, das pedras e cores que, às vezes, enxergam isso como normal, enquanto quem está de fora fica completamente impactado".

A profissionalização da linha produtiva também é uma das metas do Identidade Minas. “Nosso objetivo inicial era formatar um projeto criativo que permitisse às marcas se reencontrarem com suas origens, fortalecendo a originalidade e a criatividade no processo. Hoje conseguimos perceber o quanto as empresas se fortaleceram e expandiram os horizontes”, complementa a consultora.

O resultado dos trabalhos poderá ser conferido pelo público até o dia 15 de maio, com entrada gratuita  (Av. Barão Homem de Melo, 329, bairro Nova Granada – BH/MG).

fotos: divulgação



 


© Copyright Joia br = É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, sem prévia autorização

 

 

voltar ao index de notícias