PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

 

 

Belle Époque

 

 
Joia br - 06 de maio de 2013
 


Azulejos, gradis, objetos decorativos em fachadas de prédios e formas inspiradas no estilo Art Nouveau são fonte de inspiração para criação de joias. As peças estão expostas no Espaço São Joé Liberto, em Belém.

Da redação - Uma época de ouro na história da capital paraense é o tema das joias que estão em exposição desde a última sexta-feira (3), no Espaço São José Liberto.  Criadas e confeccionadas por profissionais do Polo Joalheiro do Pará, as peças primam pela riqueza de detalhes e composição, e remetem ao período em que Belém era a porta de entrada da Europa no Brasil.

O modo de ser e viver na Belle Époque, em Belém, inspirou os designers e permitiu uma bela homenagem à cidade através da Coleção de Joias do Dia das Mães. São  brincos, colares, pingentes, pulseiras e anéis feitos com prata, ouro, diamantes, pérolas e outras gemas preciosas.

O pingente "Musa de Belém" (foto ao lado), feito em ouro e esmeraldas, foi criado por Helena Bezerra. A inspiração veio dos detalhes do teto de gesso da loja de tecidos Paris N’América, fundada em 1870, quando funcionava como ponto de encontro da sociedade paraense. “É uma viagem ao passado da ‘francesinha do Norte’, como Belém era conhecida na época", diz a designer, explicando que o verde da gema é um elo com a questão ambiental, e os motivos florais referência ao período em que a cidade vivenciou o Ciclo da Borracha.

Além de pedras preciosas e metais nobres, materiais inusitados ajudam a compor algumas peças da coleção, como louças portuguesas, herança do pai da designer Celeste Heitmann, que usou os fragmentos para compor o colar “Memória afetiva”. Ela explica que a joia foi inspirada na elegância, no estilo refinado e, sobretudo, no modo de viver da sociedade da época, no que diz respeito à arte decorativa. Segundo Celeste, o colar tem estilo jovem e valoriza artisticamente, por meio de uma herança, as joias contemporâneas.

Rosa Helena Neves, diretora do São José Liberto, ressalta que o lançamento da coleção no período de celebração do Dia das Mães motiva a escolha de um belo presente: “É uma joia com conteúdo, beleza, sofisticação e romance, que inspira desejo e celebra uma forma de viver que se eternizou na memória do paraense. E na perspectiva do consumo, a coleção tem um perfil acessível, que agrega bom preço à qualidade”.

Participam da mostra as seguintes empresas e designers: HS Criações (Helena Bezerra), Danatureza (Joseli Limão), Sila Brasila (Marcilene Rodrigues e Rosáurea Simões), Hanna Mariah (Lídia Abrahim), Ourogema (Felipe Braun), Amazon Art (Lídia Abrahim), Bel Roque (B. Roque), Celeste Heitmann (C. Heitmann) e o produtor Joelson Leão (Fares Farage).

A exposição de joias do Dia das Mães pode ser visitada até 26 de maio, no espaço de exposições do Coliseu das Artes, no Polo Joalheiro do Pará/Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, bairro Jurunas - Belém - PA) - das 9h às 19h (terça a sábado) e das 10h às 18h (domingos e feriados). A entrada é gratuita.

Fotos : Rodolfo Oliveira/Ag. Pará

 

© Copyright Joia br = É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, sem prévia autorização

 

 

voltar ao index de notícias