PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

 

Mostra de joias no MCB

 

 
Joia br - 05 de março de 2012
 

Exposição "Joias Contemporâneas: Brasil e Dinamarca" reúne peças de 16 designers dos dois países

Da redação - A partir da próxima quarta-feira, 7 de março, o Museu da Casa Brasileira (MCB) recebe a exposição "Joias Contemporâneas: Brasil e Dinamarca". Foram selecionadas 16 designers, que apresentarão peças únicas, mas com denominadores comuns: a influência do ambiente de origem de suas autoras, o desafio ao conceito tradicional de joia e a combinação de materiais.

Os trabalhos apresentados na mostra propõem uma ruptura com a tradição e buscam redefinir parâmetros de funcionalidade, estética e atribuição de valor às joias. Objetos de uso cotidiano ganham novas funcionalidades. Balões, bolas de pingue-pongue, escovas, cabelos, unhas, lata de chá chinês, entre outros, assumem significados diversos ao serem apropriados pela joalheria.

A curadoria está a cargo da embaixatriz da Dinamarca no Brasil, Anne-Marie Overbye. Para ela, a exposição é um encontro entre duas culturas distintas, mas que têm muito em comum. "Embora cada designer seja original em seu trabalho, todas compartilham da curiosidade e da coragem em desafiar as tradições”, conta.



As joias orgânicas criadas por Flavia Amadeu são feitas de borracha ecológica da Amazônia, um material natural proveniente do latex, produzido por comunidades seringueiras da região.

A designer busca o aproveitamento máximo da borracha e sua valorização estética ao explorar as características próprias do material.

 

A dinamarquesa Marie-Louise Kristensen considera que as joias são fragmentos de nós mesmos e, por isso, cada peça deve ser combinada com novas aventuras e a re-interpretação de significados.

A artista intercala pedras, prata e ouro com acrílico, plástico, entre outros materiais.

O Brasil é representado por Bettina Terepins, Brasília Faz Bem (coletivo composto por Carla Assis, Lígia de Medeiros e Fátima Bueno), Claudia Villela Salles, Flavia Amadeu, Joana Prudente (joanavp), Kika Alvarenga, Miriam Andraus Pappalardo e Renata Meirelles. Compondo o grupo de designers dinamarquesas estão Annette Dam, Karen Fly, Katrine Borup, Lene Hald, Lisbeth Nordskov, Marie-Louise Kristensen, Mette Laier e Trine Trier.

A abertura da exposição acontece no dia 6 de março, terça-feira, e terá uma visita guiada por Anne-Marie Overbye, às 18h30. A mostra permanece em cartaz até 8 de abril.

O MCB funciona de terça a domingo, das 10h às 18h. O preço do ingresso é R$4,00 (estudantes pagam meia entrada). Aos domingos e feriados as visitas são gratuitas.

Museu da Casa Brasileira: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705 - Jardim Paulistano - São Paulo - SP.

fotos: divulgação

© Copyright Joia br = É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, sem prévia autorização

 

 

voltar ao index de notícias