PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

 

Cultura

 

 
Joia br - 1º de junho de 2016
 

 

Prêmio Montblanc de la Culture será entregue pela primeira vez no Brasil. Cine Mambembe, Inhotim e Orquestra Filarmônica Bachiana e Bachiana Jovem são os projetos indicados.

Da redação - Criado há 25 anos, o Prêmio Montblanc de la Culture Arts Patronage finalmente chega ao Brasil, que passa a integrar a lista de 16 países que recebem a premiação, considerada o Oscar da Cultura.

Yoko Ono, Príncipe Charles e Rainha Sofia, além do maestro britânico Sir Simon Rattle e do arquiteto italiano Renzo Piano estão entre os vencedores de edições anteriores do prêmio instituído pela Fundação Cultural Montblanc para homenagear os patronos das artes e seus projetos culturais.

O vencedor de cada país é escolhido por meio de uma lista tríplice, submetida a um júri formado por três especialistas em arte de cada país participante. Para um projeto ser indicado é imprescindível que ele promova a arte e a cultura e tenha alcance social.

O idealizador do projeto vencedor recebe um troféu com a edição do ano da caneta Montblanc Patrono das Artes – uma coleção criada em 1992, exclusivamente para premiar os patronos das artes nos dias atuais. Recebe ainda um cheque no valor de 15 mil Euros para ser aplicado em um projeto cultural de sua escolha.


Este ano, a caneta concedida ao vencedor presta homenagem à Peggy Gugguenheim, uma das colecionadoras e expositoras de arte mais influentes do século XX.

Os projetos indicados pelo Brasil foram Cine Mambembe, de Laís Bodansky & Luís Bolognesi, Orquestra Filarmônica Bachiana e Bachiana Jovem, do maestro João Carlos Martins, e o museu Inhotim, de Bernardo Paz. O  Embaixador da Montblanc no Brasil, Rodrigo Santoro, a educadora Patrícia Rousseaux e o diretor do Teatro São Pedro, Paulo Esper, fizeram parte do júri internacional. O projeto vencedor no Brasil será conhecido na noite de 7 de junho, durante cerimônia de premiação no Teatro Renaissance, na capital paulista.

Ao longo desses 25 anos, cerca de 4 milhões de euros foram concedidos e 230 projetos apoiados, como resultado do Prémio Montblanc de Culture Arts Patronage.

 

fotos: divulgação Montblanc

 

 


© Copyright Joia br = É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, sem prévia autorização

 

 

voltar ao index de notícias