PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

ENTREVISTA

Wagner Colombarolli


O topázio imperial é uma das mais belas e raras gemas do mundo. A designação 'imperial' para este tipo de topázio tem origem na Rússia, local das primeiras jazidas, exauridas durante o período czarista. Atualmente apenas a região de Ouro Preto (MG) é fornecedora desta gema em escala comercial, abastecendo joalherias de todo o planeta. É no distrito ouropretano de Rodrigo Silva que se situa a Mina do Capão, a maior do mundo, de propriedade da empresa TIMCIL - Topázio Imperial Comércio e Indústria Ltda. Para nos falar sobre esta fascinante gema, entrevistamos o Dr. Wagner Colombarolli, um dos sócios da empresa, engenheiro metalurgista formado pela Escola de Minas de Ouro Preto, onde foi professor por 11 anos e também diretor.

Jóia br - É correto afirmar que o topázio imperial somente ocorre no Brasil ?
Wagner Colombarolli -
A única área economicamente viável se encontra em nosso país, na região do município de Ouro Preto, em Minas Gerais. A ocorrência se dá em três macro-regiões: Saramenha, Rodrigo Silva – Dom Bosco e Antônio Pereira - próximo à Mariana, mas ainda pertencente ao município de Ouro Preto.

Jóia br - Algumas vezes acontece do topázio imperial ser confundido com outras gemas, como o citrino...
Wagner Colombarolli - Isto pode acontecer, tanto por má-fé quanto por ignorância, na ponta do varejo, com pessoas que compram uma pedra ou uma jóia montada com pedra de cor amarela. Do ponto de vista mineralógico, o citrino é um quartzo amarelo. Mesmo que possa haver um topázio na cor próxima a do citrino, eles diferem por outras características, tais como a raridade, estrutura, variedade e, sobretudo, valor. Quem conhece o topázio não se confunde, pois são pedras diferentes.
 

Jóia br - Também é muito comum as pessoas associarem o topázio somente à cor azul. Sua empresa recebe consultas deste tipo?
Wagner Colombarolli - Não, o que às vezes acontece é sermos procurados por mineradores ou garimpeiros, sobretudo da região norte e oeste do País, que encontram o topázio branco e nos oferecem para compra. O topázio azul é o topázio branco irradiado. O topázio de cor azul também pode ser encontrado na natureza, mas tem a tonalidade mais clara e sua ocorrência é menos freqüente.

topázio imperialJóia br - O topázio imperial pode ser encontrado em várias cores. Qual é a mais valiosa?
Wagner Colombarolli - Como todo produto, ele tem suas nuances, sua raridade e, conseqüentemente, seu valor. No topázio, nós partimos do menos valioso, que é o amarelo, para o laranja, vermelho, rosa, cereja, salmão e o lilás, que é o mais caro e mais valioso.

Jóia br - Pode–se ‘melhorar’ a cor da gema?
Wagner Colombarolli - O topázio imperial não aceita a radiação. Se isto é feito, há uma alteração sensível, mas quando exposto à luz do sol ele retorna imediatamente à cor original - não como no azul, que fica com cor permanente. Existe a queima do topázio, em que ele adquire uma cor violeta - pink topaz, como é denominado no Japão. Eu particularmente não gosto, prefiro o natural.

Jóia br - A procura é maior por parte de brasileiros ou estrangeiros?
Wagner Colombarolli - Mais por estrangeiros, embora existam pessoas no Brasil que prefiram a jóia com topázio imperial. Temos conhecimento de peças muito boas e valiosas vendidas aqui. Acontece que o poder aquisitivo de nosso povo é menor e, conseqüentemente, como o topázio imperial é uma gema mais cara, isto faz com que ela seja mais procurada no exterior. Atualmente, vende–se muita jóia com topázio imperial no Brasil para estrangeiros.
Nossa empresa vende as gemas diretamente para alguns joalheiros e para pedristas, que irão serrar e formar a pedra, lapidar - cada um de acordo com sua técnica - e daí repassar a seus clientes. No caso dos joalheiros, aconselhamos que usem os serviços de pedristas e lapidários que estejam familiarizados com o topázio imperial, pois estes saberão a melhor forma de lapidação da gema e aproveitamento da cor. Já as pedras de coleção geralmente são poucas e nós preferimos manter em nosso acervo e exibi-las ao público em feiras e exposições.

Jóia br - O que mais influencia no consumo? É a raridade?
Wagner Colombarolli - Penso que é a beleza, o conjunto. Mesmo o topázio amarelo ou alaranjado, desde que bem trabalhado, fica lindo colocado numa jóia.

Jóia br - Além da participação em feiras e de campanhas para divulgar o topázio imperial na mídia, a empresa pensa em mais alguma ação institucional?
Wagner Colombarolli - Temos viabilizado o desenvolvimento de coleções de jóias com o topázio imperial, por solicitação de alguns designers que irão realizar mostras no Brasil e no exterior. Estamos também estudando a realização de um concurso de jóias com topázio imperial, provavelmente para o próximo ano.

 

 

<< Voltar para o índice de entrevistas