Clique para acessar a Brilho Fashion
PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

Tipos de Acabamento


Carmen Takada

Para criar jóias cada vez mais bonitas e originais, os joalheiros não param de inventar novas técnicas. Você já deve ter percebido que muitas peças atualmente têm recebido acabamentos diferenciados, que dão efeitos altamente especiais, valorizando ainda mais as jóias. Esses acabamentos trabalham principalmente a textura do ouro, acrescentando relevos e saliências que fazem toda a diferença. A seguir, farei um breve relato sobre as principais técnicas de acabamento.


Uma jóia pode ser altamente polida , ou seja, ser extremamente lisa, ou ainda receber acabamento acetinado , que apresenta uma superfície lisa, mas com uma certa saliência. Outro efeito muito conhecido e apreciado pelo público feminino é o da peça fosca, obtido através de um processo especial. A diamantação, como o próprio nome sugere, dá a impressão de que a peça tem vários diamantes, quando na verdade não tem nenhum. Esse efeito é criado a partir de uma ferramenta com ponta de diamante multifacetado.

Já a filigrana e a granulação, técnicas conhecidas há séculos, são ainda usadas para dar volume e um tratamento diferenciado à jóia. Também está em alta a superfície florentina, aquela que apresenta fortes linhas paralelas e buriladas com outras marcas transversais mais leves. Já ao se utilizar um processo mecânico ou químico para remover uma camada uniforme de metal, cria-se a jóia chamada gravada. Há também o acabamento escovado, criado a partir da aplicação de uma série de escovas na superfície da jóia. E o efeito martelado, que recebe marteladas diretas na própria jóia.


voltar