Clique para acessar a Brilho Fashion
PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

<<Voltar ao index

Pérolas

 


Carmen Takada

Considerada a "Rainha das Gemas", a pérola é um verdadeiro presente da natureza: toda a sua beleza aparece no instante em que é extraída da ostra. Ela é a única gema que não necessita lapidação nem polimento, já nasce pronta para ser usada na joalheria. Mas como sua produção é muito lenta (é preciso esperar que um ser estranho entre no molusco criando, lentamente, camadas e camadas de nácar, até formar a pérola), o homem resolveu 'dar uma mãozinha' à natureza e passou a cultivá-las. Chamada de pérola natural cultivada, essa gema tem sua formação induzida pelo homem. Para isso dá-se o seguinte processo: pequenas esferas de madrepérolas são inseridas no interior do molusco, que leva de três a quatro anos para formar uma pérola de bom tamanho. É importante saber que a pérola cultivada é tão natural quanto a original, pois ambas são formadas num processo da natureza.
Pérola Blister

Durante o processo de formação da pérola, eventualmente certos movimentos podem expelir a gema depois que ela já está praticamente formada. Algumas podem cair fora da concha e se perder para sempre. Já outras, até mesmo pelo peso, acabam deslizando para baixo do manto. Quando isto acontece, e a gema é gradualmente recoberta por camada de madrepérola, forma-se a pérola blister.

South Sea

É um dos tipos mais cobiçados pelas mulheres, pois são maiores e mais valiosas que as demais. Cultivadas na Austrália, INdonésia e Filipinas, geralmente têm acima de 10mm.



Pérolas de Água Doce

As melhores pérolas de água doce são cultivadas no Japão, no lago de Biwa e, em grande escala, na China. Apenas uma ostra pode receber até 10 núcleos de uma só vez, porém o núcleo, neste caso, é uma fragmento do tecido epitelial de uma ostra sadia.