PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E OUTROS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS E EVENTOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

 

Um novo brilho

Vanessa Lages



A vida de Vanessa Lages sempre esteve ligada ao mundo das artes. Ao longo da infância, adolescência e juventude, recebeu o estímulo e apoio de seus pais. Fez vários cursos de desenho, pintura e escultura (muitos deles cursados na Fundação Calouste Gulbenkian) e, assim, foi modelando sua paixão pela criação e pelo belo.

Iniciou o trabalho com jóias quando foi trabalhar na empresa H. Stern. Apesar de desempenhar, no início, a simples função de recepcionista na área internacional (foi admitida com apenas 16 anos),
Vanessa já vislumbrava o mundo do desenho de jóias. E um fato curioso: devido às caricaturas que fazia para amigas na época, foi transferida para o Departamento Técnico da empresa. Uma pessoa com muito feeling e sensibilidade percebeu um potencial por trás daqueles divertidos traços...

E assim foi apresentada ao universo da ourivesaria, passando por várias etapas: desenho técnico, criação de troféus para campeonatos (Mundial de Vôlei Feminino 94, Troféu ORCHIRIO 94, Campeonato de Pesca Oceânica 95, entre outros), modelagem em cêra, em metal, esmaltação, micromodelagem, gravação em pantógrafo, Vacuum Form e finalmente criação de jóias. E no decorrer deste processo, recebeu sólidas noções de moldagem, fundição, cravação, polimento, galvanização e solda à laser.

"Apesar de não ter tido uma formação acadêmica, acredito que tive o mais importante que isto: o acompanhamento de todas as etapas de fabricação de uma jóia; vê-la acontecendo, presenciar os problemas do dia-a-dia, as limitações de cada processo, o diferencial de cada profissional, além de excelentes professores".


Após um produtivo aprendizado de seis anos na H.Stern, a designer trabalhou em empresas joalheiras de pequeno porte. Recentemente, ingressou na Art’Lev (RJ) e não poupa elogios à empresa: "São profissionais de sensibilidade, que sabem curtir uma jóia com criatividade e arte, além da excelência de qualidade presente em suas peças".

"Tantas são as fontes de inspiração para o meu trabalho, que é difícil definí-las... Às vezes, o simples movimento de fios de alta tensão nas ruas à sombra de folhagens me trazem idéias!... Sem querer cair no lugar-comum, não só a natureza me inspira, mas também a música. Incrível como ela é fator preponderante para a criação!".

Desenho - bracelete
Bracelete em ouro amarelo, com rubis e diamantes brancos e negros


Conjunto de brincos e anel

Vanessa acredita que seu trabalho deva caminhar lado a lado com as tendências mundiais e freqüentemente faz pesquisas em revistas de moda, Internet e afins, além de ler muito.
Recentemente, ela concluiu o curso Rhinoceros de computação gráfica no Instituto Nacional de Tecnologia.
"Apesar da complexidade, acredito que este programa será uma ferramenta valiosa para o designer, sobretudo se aliado à máquina Model Maker, que reproduz os desenhos em modelos de cêra prontos para serem fundidos", diz.

"Acho que a joalheria está tomando rumos bem diferentes junto ao público e que o designer do futuro deva não só estar antenado com estes rumos em todos os âmbitos, como, de uma certa forma, predizê-los através das mudanças configuradas em nosso gostos e hábitos". (Vanessa Lages)

vaevi@ig.com.br



Voltar ao index