PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

Uma nova visão

Ida Benz


Há pouco mais de três anos atuando como designer de jóias, a carioca Ida Elizabeth Benz foi uma das cinco finalistas do concurso Coroa do Centenário, realizado pela Diocese de Aparecida, Sebrae e Ajoresp.

Protótipo da coroa do centenário da padroeira do Brasil produzido pela  Art Lev

Sempre muito ligada às artes, já cursava desde a epóca de colégio aulas de desenho, aquarela, xilogravura, pintura a óleo, e optou em fazer a faculdade de comunicação visual pela PUC/RJ. Durante esta época, participou de um grupo de pintura e desenho, orientado por Urian Agria de Souza, que buscava trabalhar o estilo de linguagem pessoal de cada um de seus integrantes.



“Na exposição que fizemos no Solar Grandjean de Montigny, as pessoas achavam meus desenhos elegantes, refinados e delicados. Foi a primeira vez na vida que ouvi dizer que deveria desenhar jóias.”

Logo depois de formada resolveu se mudar para a Suiça, onde trabalhou por quase seis anos com design gráfico em Zurique. Aproveitou este período para visitar várias cidades da Europa e fazer cursos como introdução à pintura de afrescos, gravura em metal, pintura chinesa a nanquim...

Anel e gargantilha em camurça e contas de fluorita

Anel-duplo Neferuptah para a exposição "O Nilo inspira o Rio"

“Sou muito curiosa e sinto a necessidade de estar sempre aprendendo algo novo, pois cada informação diferente abre mais meus horizontes. É por isso também que adoro conversar com as pessoas, ouvir suas histórias e experiências...”

De volta ao Rio de Janeiro, fez o curso de de jóias no SENAC/CMBD. “Mudei para design de jóias por acaso. Queria aprender a desenhar vidros de perfume e imaginei que um curso de design de jóias me ajudaria. Me apaixonei pela profissão e resolvi largar o design gráfico que tanto amava.”

Anel criado para a GanishIndicada por sua professora, Flavia Gomez, Ida Benz começou logo a trabalhar na Ganish - indústria de jóias, e a freqüentar os cursos oferecidos pela AJORIO para tentar acumular o máximo possível de conhecimentos no novo setor. “Aprendi muito com todos lá na Ganish. Agradeço aos ourives, cravadores e modelistas, que sempre tiveram paciência em responder minhas perguntas, a Alexandre e Leonardo Baptista - que me deixavam fazer “experiências malucas” e, também, à equipe de vendas, que me ensinou a tentar aliar viabilidade na venda à beleza das formas”

Ida também participou de exposições importantes, como “O Nilo Inspira o Rio”, na Casa França-Brasil e “Objeto Refinado”, no evento REFINA RIO, dedicado à campanha pela implantação da refinaria de petróleo no estado do Rio de Janeiro.

“As exposições me dão a possibilidade de soltar as rédeas da imaginação. Aproveito para buscar novas linguagens e materiais que me ajudem a expressar melhor idéias e conceitos através de uma jóia.”

É isto o que mais a atrai no trabalho de designer: tentar comunicar, seja através de um desenho, ou através de um objeto como uma jóia, um conceito que consiga ser visualizado e entendido por todos que se deparam com ele.

Cinta-liga finalista na categoria “Hot Glamour” do concurso DesignerForum 2002 da Anglogold BrasilDepois da experiência de trabalhar dentro de indústria de jóias, e após ter sido uma das finalistas do DesignerForum 2002 da Anglogold, resolveu experimentar outras opções da carreira de um designer de jóias e por mais de um ano, criou coleções para indústrias de São Paulo. 'Antenada', Ida Benz faz constantes viagens ao exterior, onde visita as principais feiras de jóias. Consciente, ela também se mostra preocupada com os rumos do setor joalheiro.


“Sonho em ver o setor unido. Designers, industriais, ourives e cravadores, varejistas e autores de jóias buscando juntos soluções...

...Se conseguissemos nos reunir e, cada categoria - com sua visão e modo diferente de abordar problemas - pudesse expor suas idéias, quem sabe não chegariamos a um projeto comum e satisfatório para todos? Afinal não queremos todos fazer – e vender - jóias que seduzam e embelezem a vida das pessoas?” (Ida Benz)
idabenz@uol.com.br



Voltar ao index