PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

ARTE DO CERRADO
Adeguimar Arantes

 

Uma jóia de Adeguimar Arantes é um convite para conhecer Goiás e suas maiores preciosidades: água pura, riquezas minerais, flora e fauna exuberantes, o estilo de vida tranqüilo do povo.


O respeito pela natureza marca a obra de Adeguimar Arantes, que há 21 anos cria jóias a partir da biodiversidade do cerrado de Goiás. Fibras, raízes, coco, folhas e até ervas atomáticas - harmonizam-se de forma inesperada, original, com gemas e metais preciosos reciclados, embalados em materiais biodegradáveis.

foto: Pedro Wilson Moura
Tear artesanal: iolitas, fios de algodão agroecológico e quartzo incolor
foto: Pedro Wilson Moura
Bracelete em fibra de bananeira, peridoto, prata rodinada

foto: Pedro Wilson MouraAs jóias são sua maior paixão. No Centro de Gemologia de Goiás, cursou ourivesaria, história da joalheria e design. Mas tudo começou na infância; quando criança, brincava na oficina de seu pai, um artista autodidata e joalheiro, homem simples que foi seu grande exemplo. E, até hoje, "fazer jóias" é para Adeguimar como se divertir naquela oficina, com a diferença que agora ela "ganha" para brincar.

* Anel em quartzo rutilado, brilhantes, ouro e madeira (vinhático)

Adeguimar sempre viveu em Góias, de solo rico em minerais e de vegetação variada. Nada mais natural que transformar a abundante matéria-prima em jóias. Metais, pedras preciosas, sementes, cipós e madeiras típicas, após muita pesquisa, ganham novos formatos em combinações inéditas, impregnadas de traços da cultura local.

foto: Pedro Wilson MouraNa coleção de jóias "Karajá", as peças foram inspiradas no artesanato indígena. Na coleção seguinte, "Kalunga", as formas lembram habitações e adornos dos quilombolas, comunidade que vive no norte do Estado. A poesia de Cora Coralina também inspirou uma linha de jóias, em fibra de tururi, palha de guariroba e algodão agroecológico, prata e gemas coradas. O sucesso continuou com "Caminho das águas quentes" e com a recente coleção "Cerratense - Tribo das Águas", lançada em São Paulo num evento beneficente.
* Pulseira em fibra de palmeira com fragrância do mato, brilhantes, cianita azul, quartzo incolor e prata

foto: Almir PastoreNa opção por uma vida simples, Adeguimar trocou a capital Goiânia por Caldas Novas, estância termal e pólo turístico. Lá mantém sua oficina, onde trabalha junto com os filhos e o marido na produção e venda das jóias. Após participar de diversas exposições e eventos pelo país, como Jóias da Cor do Brasil, Jóias do Artesanato Paulista, Amazontech e Fashion Business, o trabalho da designer goiana foi premiado pelo SEBRAE no "Top 100 do Artesanato Brasileiro", como "case" de sucesso de produtos cujo valor transcendem aspectos estéticos e culturais, colocando também em evidência a dimensão social, econômico e ambiental.


* Pingente em turmalinas verdes, rubis, diamante, esmeraldas, ouro e colar de fibra de bananeira

As peças regionais conquistam clientes também no exterior. Já foram exibidas na Suíça, Itália e Portugal. Este ano, suas jóias fizeram grande sucesso na Mostra Internacional de Jóias e Acessórios para Moda - MORE - realizada paralelamente à Semana da Moda de Milão.


“Minhas jóias têm um conceito, uma verdade embutida. São para mulheres reais, conscientes”
Adeguimar Arantes
aametais@dicaldas.com

 

Voltar ao index