PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br




CLÁSSICOS
Ana Cecília Artiaga

Graduada em Design Industrial, a mineira Ana Cecília Artiaga vem se destacando entre os profissionais da indústria de joias do Brasil. Seus projetos já foram premiados em vários concursos e privilegiam as gemas coradas e lapidações exclusivas.


O primeiro contato de Ana Cecília Artiaga com a joalheria foi durante um curso de extensão de Design de Joias, ocorrido paralelamente à faculdade. Ela apaixonou-se pela joalheria e descobriu sua futura área de atuação profissional.

Ana Cecília frequentou ainda outros cursos técnicos, como modelagem em cera, fundição, ourivesaria, cravação e gemologia, oferecidos pelo SENAI e pela Escola Mineira de Joalheria, para conhecer detalhadamente o processo de fabricação da joia e para buscar soluções inovadoras e criativas, que aprimorassem cada vez mais seus projetos. Em 1999, formou-se em Design Industrial pela Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG.

"PINGENTE MANDALA" para Vianna Joias

 

Um ano após sua formatura, Ana Cecília enviou um desenho para a Associação dos Joalheiros de Minas Gerais - Ajomig, que promovia a Exposição Comemorativa dos 500 Anos do Brasil. "O colar, inspirado na arte indígena brasileira, foi patrocinado pelo joalheiro Raymundo Vianna que, em seguida, convidou-me para trabalhar como designer de sua loja em Belo Horizonte (MG), criando peças exclusivas para suas clientes", conta Ana.
No final do mesmo ano, ela foi contratada pela Vianna Joias, participando da supervisão da produção dos setores de modelagem, injeção de cera e fundição. Em 2001, Ana Cecília tornou-se designer de joias da indústria, cargo em que permanece até hoje.

Fotos: Rogério Franco
Anel Pressione, pulseira Fiore e anel Versailles (para Vianna Joias)

As gemas coradas são o ponto de partida de seus projetos. Em geral, os cortes convencionais são os mais usados, mas Ana Cecília também desenvolve lapidações exclusivas para as pedras preciosas.

Em 2002, veio a conquista de seu primeiro prêmio, no concurso de design promovido pelo Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM), com o anel “Mata Atlântica”. Na edição seguinte da competição, foi selecionada como finalista na etapa mineira, com o broche-pingente “Estrada Real”.

fotos: Rogério Franco
Anel "MATA ATLÂNTICA", 1º lugar no Prêmio IBGM 2002 e o broche-pingente "ESTRADA REAL"
(Patrocínio Vianna Joias)

Em 2004, Ana Cecília iniciou um curso de especialização em Marketing, com uma análise especial sobre o ciclo de vida do produto joalheiro, influenciado pela transitoriedade do mercado da moda. "Revi a necessidade de desenvolver coleções tão efêmeras para um mercado que consome um produto estabelecido como eterno", conta a designer.


Em 2005, o bracelete “Gotas de Orvalho” foi finalista na etapa brasileira do concurso Pérolas do Tahiti e, em 2008, a peça “Asas de Ícaro”, desenvolvida em parceria com a designer Manuela Heffner, chegou à final do AuDITIONS Brasil e integra a exposição “Design Brasileiro: Uma Interpretação em Ouro sobre a Natureza Fantástica", que a AngloGold Ashanti promove em várias capitais brasileiras. As duas peças foram patrocinadas pela Vianna.

"Procuro desenhar joias clássicas, mas sempre com algum detalhe que as torne diferentes do padrão, conferindo longevidade ao design"

Ana Cecilia Artiaga

anaartiaga@uol.com.br

Fotos Vianna Joias: Rogério Franco
Foto Priscila Fantin: Marcio Rodrigues (divulgação AuDITIONS Brasil)

Voltar ao index