PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br



O MERCADO DE RELÓGIOS ANTIGOS

Marcos Arend*



O interesse por relógios antigos está crescendo no Brasil e há muito tempo no exterior. Trata-se de um mercado de apaixonados que são fiéis aos mecanismos e que jamais irão fazer uso de peças modernas, fazendo movimentar um comércio de itens usados e serviços de restaurações (mostradores, polimento, reparos de relojoaria e ourivesaria...).

modelo Gondolo, da Patek PhilippeObserva-se no Brasil um aumento na demanda por peças de qualidade, infelizmente já há muito tempo comerciantes do exterior vem aportando nas principais cidades brasileiras, adquirindo importantes peças que eram facilmente vistas no passado, fazendo extinguir certos modelos de nosso mercado - como exemplo o modelo Gondolo da Patek Philippe que era basicamente encontrado no Brasil . O mercado apresenta-se ainda imaturo quanto à cotação real das peças: encontra-se peças valorizadas em demasia e verdadeiras barganhas. No atual momento observa-se uma desvalorização dos relógios de bolso e uma constante valorização dos cronógrafos de pulso.

Os colecionadores experientes sempre irão observar a compra de peças em excelente estado (com pouco ou sem uso) e em sua condição original (mostrador, mecanismo...) que podem apresentar um preço várias vezes maior que uma peça "judiada".

Os cuidados na Compra

Uma compra sempre deve ser feita com muito cuidado, com muita paciência. Uma peça pode aparentar ser interessante, mas ao analisar com cuidado pode-se descobrir grandes problemas.

- Deve-se observar que relógios de qualidade possuem marcas do fabricante no mostrador, mecanismo, coroa e caixa, e é comum encontrar peças "casadas", onde o mecanismo não possui uma caixa original;
- Testar o mecanismo, o acerto das horas, a corda, calendário e outras funções e verificar se o mecanismo opera em posições diferentes (mostrador para baixo, de pé...). Certos "vícios" mecânicos podem ser de difícil solução e custar caro;
- Observar a originalidade do mostrador: hoje em dia é difícil constatar uma restauração, deve-se observar se há falhas na serigrafia e, no caso de mostradores de porcelana, deve-se estar atento se o mesmo está fixo corretamente pelos pinos de fixação (em alguns modelos é observado pelo mecanismo).
- Ter cautela máxima com réplicas.
- Deve-se ter uma referência de preço como catálogos de preço, ou observar o preço de venda de similares na internet.

Sem dúvida a experiência sempre irá contar!

Avaliação

O valor de um relógio depende da marca, do material empregado na caixa, do estado de conservação (arranhões, peças originais...), de sua raridade e tipo/estilo (militar, cronógrafo, alarme, não usual...).


*Marcos Arend é colecionador e restaurador de relógios antigos há aproximadamente 20 anos e mantém o web site http://www.geocities.com/contatempo que divulga e informa sobre relógios mecânicos.


<< Voltar para o índice de curiosidades