PÁGINA INICIAL
EMPRESAS
ENTIDADES
FEIRAS NO BRASIL
FEIRAS NO MUNDO
EXPOSIÇOES E EVENTOS
ARTIGOS
COMÉRCIO EXTERIOR
ENTREVISTAS
MANUAL DE GEMAS
CURSOS
CURIOSIDADES
JOALHERIA DE ARTE
MODA E TENDÊNCIAS
DICAS PRECIOSAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CLASSIFICADOS
PROMOÇÕES
COTAÇÃO DO DÓLAR
ANÚNCIOS
SOBRE O JOIABR
FALE CONOSCO
::::::::::::::::::::::::::::

© Joiabr - 2000
info@joiabr.com.br

<< Voltar para o índice de artigos


8 DICAS PARA UMA CONQUISTA BÁSICA


Luiz Renato Roble*



Todos os dias somos bombardeados por estímulos como jornais, revistas, rádio, televisão, outdoors, Internet e até celular, que fazem com que recebamos constantemente informações dos mais variados tipos. Percebemos e memorizamos somente aquilo que nos interessa e nos satisfaça. Por meio de nossos sentidos cada vez mais aguçados filtramos as informações e, a partir disso, guardamos ou deletamos aquelas que não nos interessa.

Vivemos assim, voltados apenas naquilo que de alguma forma desperta nosso interesse. Sejamos nós, o porteiro ou o CEO da companhia, seguimos sempre guiados por um único objetivo: satisfazer nossas necessidades, sejam elas básicas ou estéticas.

As básicas são vitais, mas as estéticas não são menos importantes. Elas fazem com que, por meio de nossa percepção, elejamos produtos, marcas, empresas e lojas que irão nos satisfazer, definindo nossa escolha e nossa fidelidade. A Identidade Visual, portanto, através do marketing e do design, permite a qualquer empresa, beneficiar-se dela para atingir qualquer tipo de consumidor. Basta falar a linguagem certa e procurar satisfazer as respectivas necessidades estéticas dele.

Não podemos, entretanto, colocar a carroça na frente dos bois. Para agradar e atingir o cliente em suas necessidades estéticas, você deve ter consciência, primeiro, se sua empresa está satisfazendo as necessidades básicas de seu público-alvo.

Qualquer pessoa que já comprou pão em uma padaria, gasolina em um posto, roupa em uma loja e carro em uma concessionária, sabe que muitas empresas não se preocupam muito com os clientes. Para que você não caia neste erro, siga estas 8 dicas que farão com que a sua empresa esteja empenhada em satisfazer as necessidades básicas de seu cliente, desde o primeiro momento:

1.Olhos nos olhos. Esse é o primeiro passo de um bom atendimento. O olhar é a janela da alma e ninguém gosta de ser atendido por alguém que olha para o horizonte, para os lados, para baixo ou para o relógio e nunca nos olhos.

2.Preste realmente atenção quando o cliente estiver falando. Nada é mais desagradável do que termos de ficar repetindo tudo para que sejamos compreendidos ou descobrirmos que falamos às paredes.

3.Procure saber o nome do cliente. O nome de uma pessoa é o som mais agradável aos ouvidos dela. Descubra a senha e deixe a música tocar.

4.Quem pergunta não quer dar. Aja, não fique perguntando se a pessoa quer a sua atenção ou não. Just do it.

5.Fale sorrindo. O sorriso, quando verdadeiro, quebra qualquer coração de gelo fazendo com que a vida fique mais agradável.

6.As aparências não enganam não. Um atendente bem uniformizado ou bem vestido impressiona sempre. Os pequenos detalhes são comprometedores: cabelos sedosos, unhas bem cortadas, dentes em cima, uniforme limpo, tudo deve estar sempre no capricho, caso contrário, nem adianta sorrir.

7.Mais alguma coisa? Não dê chance para que o cliente diga “não” fazendo perguntas fechadas. Faça perguntas abertas do tipo: “O que mais?” Além de soar positivo, é um convite para que o cliente se lembre de algo que ele possa estar esquecendo e não simplesmente diga “sim” ou “não”.

8.De nada...O que é isso? Quem disse que você está fazendo algum favor ao cliente. Responda sempre: “Eu é que agradeço e volte sempre” é muito mais verdadeiro e mostra que a empresa agradece pela visita ou pela preferência e espera que haja um retorno.

Um atendimento impecável estará garantindo com que a empresa, já nos primeiros passos da relação, esteja atingindo as necessidades básicas de seus clientes. Se estas necessidades não forem atingidas de imediato, esqueça. Dificilmente o cliente dará à empresa uma segunda chance para que, por meio do atendimento de suas necessidades estéticas, conquiste seu interesse.


*Luiz Renato Roble é designer e diretor de Criação da DATAMAKER DESIGNERS, que desenvolve projetos em Interior Design, Design Gráfico e Design de Produto.
criacao@datamaker.com.br